BODYBOARD FOR GIRLS

Notícias

 

ALEXANDRA RINDER EM DESTAQUE

Com apenas 13 anos já mostrou que tem talento que sobra...

+

Nome: Alexandra Rinder

Idade: 13

Local: La Caleta

Clube/Escola: Clube de surf Punta Blanca

Praticas Bodyboard desde: 2008

Cor favorita: Violeta

Prancha favorita: Wrrider

Onda favorita: La Caleta

Curiosidade que nos possas contra: gusto muito de cantar...

Qual o teu maior sonho: um dia ser Campeã do Mundo


BC: 1. És ainda muito nova, mas com um surf muito adulto. Onde e com quem aprendeste a surfar?

AR: Eu comecei a surfar na praia da Caleta com o meu irmão e amigos que me ensinaram a surfar.

BC: 2. Já és conhecida nas competições de cariz europeu e mundial. Quando e porque começaste a competir?

AR: Eu comecei a competir há dois anos porque quando era mais nova costuma acompanhar o meu irmão nos campeonatos e observei que seria muito bom competir e com os melhores do mundo.

BC: 3. És uma privilegiada por poderes viajar para os campeonatos com os teus pais. Consegues perceber isso? Achas que este apoio é importante?

AR: Sem dúvida que viajar com os meus pais é sempre uma motivação e eles podem-me sempre apoiar nos bons e maus momentos. E sem eles seria impossível competir em provas de cariz europeu e mundial. É sempre bom ter o apoio dos pais.

BC: 4.No entanto Bodyboard não é tudo na vida. Além do Bodyboard também existe a escola. Como consegues conciliar o Bodyboard e a Escola?

AR: A Escola vem sempre em primeiro lugar, no entanto não consigo deixar de todos os dias ir ver o mar depois da escola. Se há competições tento fazer todos os meus deveres escolares antes ou depois de qualquer campeonato.

BC: 5. Na primeira edição do ISA WORLD GAMES, representaste a Alemanha no feminino. Com apenas 13 anos, passaste directamente à grande final da competição deixando Isabela Sousa, campeã Mundial em 2010 em 3º lugar. Depois disso ainda conseguiste um excelente 3º lugar. Como é possivel conquistar isto ainda tão jovem?

AR: Sair da água e escutar que tinha passado para a grande final, deixando Isabela Sousa em 3º, foi um dos momentos mais motivantes da minha vida.
Chegar à final foi dos melhores momentos da minha vida até ao momento. Ainda na final estava tão nervosa, que comecei a cantar a mina “every little thing is gonna be alrigth”, que segundos depois deparei-me com uma das minhas aversárias, Anne Cecile, cantava comigo. Foi um momento muito especial e estou super contente por conquistar a medalha de bronze nesta 1ª edição do ISA Bodyboarding Games.

BC: 6. Quais são os teus planos para o futuro, se os tiveres?

AR: Realmente não sei bem, mas gostaria de viajar pelo mundo.

BC: 7. Até onde pretendes chegar no Bodyboard?

AR: Espero poder surfar toda a minha vida.

BC: Deixa uma mensagem para todas (os) as (os) leitoras (os):

AR: Obrigada a todos os meus amigos, patrocínios e um agradecimento especial a toda a minha família: mãe, pai e irmão Oliver.


Fotos

-